Anticoncepcional para o Tratamento da Acne

Olá meninas, tudo bem com vocês?

O assunto de hoje é voltado para nós meninas. Que é uso do anticoncepcional para o tratamento dermatológico como o excesso de oleosidade e a acne hormonal. Esse é um tema bem polêmico, pois cada vez mais meninas optam por esse artifício para se livrar desse pequeno mal para a autoestima. Por isso resolvi contar a minha experiência com o uso do anticoncepcional.

Anticoncepcional para acne
Foto: Reprodução
Sempre tive a pele oleosa, mas por volta dos meus 15 anos, a situação ficou critica, com isso as espinhas começaram a vir aos montes, foi um desespero só, imagina a autoestima da pessoa. Procurei nesta época um dermatologista que me receitou vários medicamentos e cremes para a pele e nada de adiantar, então iniciei o tratamento aos 19 anos com o Roacutan, melhorou demais a minha pele, como vou contar para vocês em outro post com mais detalhes, mas a oleosidade e algumas espinhas desapareceram.

Até que decidi a tomar um anticoncepcional, fui a uma ginecologista, mas só que ela me receitou o Ciclo 21, que é um bom medicamento, mas através de muitas pesquisas verifiquei que para pessoas como tendências a acne, como eu, não seria uma boa opção, assim como a médica já havia me orientado, que poderia piorar o caso, como não.

Busquei então um anticoncepcional que me ajudasse nesse quesito também e encontrei o SELENE, que tem benefícios para nós mulheres por ter o combate as características androgênicas (excesso de peles, oleosidade, acne, queda de cabelo). Sei que corri o risco de compra-lo sem orientação médica, mas deu certo. A minha pele melhorou, a oleosidade diminuiu muito e as manchas também como a acne, que quando vem se vai rápido.

Anticoncepcional para acne
Foto: Reprodução
“SELENE – etinilestradiol + acetato de ciproterona
Tratamento das manifestações androgênicas da mulher, como por exemplo, acne, particularmente as formas acentuadas e aquelas acompanhadas de seborreia, inflamações ou nódulos (acne papulopustulosa, acne nódulocística), alopecia androgênica, casos leves de hirsutismo. Durante o tratamento com Selene® diminui a secreção excessiva das glândulas sebáceas, um dos fatores determinantes da acne e da seborreia. Com isso consegue-se, geralmente após 3 - 4 meses, êxito no tratamento das lesões acneicas e impede-se a formação de outras novas. O excesso de gordura na pele e no cabelo geralmente desaparece antes. A queda de cabelo que frequentemente acompanha a seborreia também é diminuída. ”
Como vocês podem ver o que diz a bula, o SELENE realmente me auxiliou no controle da oleosidade do meu cabelo, diminui muito. Além de aumentar o brilho qua agora está sensacional.
Realmente algumas fórmulas de anticoncepcional auxiliam também no combate a acne, mas também tem que tomar um cuidado redobrado, sempre procure uma orientação médica, vá ao seu ginecologista converse com ele, pois tenho certeza que terá o melhor para você.
Vale salientar que o SELENE, deu certo parar mim, mas pode ser que não der para você. Cuidado!

Lembrando também que ele é uma cartela com 21 comprimidos, que deve ser iniciada pela primeira vez no primeiro dia da sua menstruação e tomado pelos 21 dias seguintes e tendo uma pausa de 7 dias, sempre tomando no mesmo horário para que ele tenha a sua eficácia garantida. O Selene é um medicamento anticoncepcional, ou seja, evita a gravidez indesejada. Custa aproximadamente 16 reais, dependendo da sua região.

Gostaram do assunto hoje? Caso tenha alguma dúvida, comente aqui e deixe a sua sugestão de pautas!

Até a próxima,

Big Beijo,
Cris!



2 comentários

  1. Olá Estava vendo que muitas mulheres estão usando os anticoncepcionais para emagrecer ? Você tinha visto algo parecido com isso? Vi alguma coisa aqui Anticoncepcional Emagrece Mesmo? Mitos e Verdades . Me parece que até aquela lutadora de MMA Cris Cyborg Usou e perdeu muito peso. Será que e Verdade ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Luana, ainda não sabia dessa função do anticoncepcional. Acredito que tem que ver com o médico antes! Beijos

      Excluir

Deixe o seu comentário aqui